A empresa britânica de processamento de legumes, Askew & Barrett, instala um ROBÔ de paletização da FANUC e aumenta a produtividade 15-20%

Tarefa: Melhorar a produtividade da paletização manual que envolvia sacos de polipropileno e de papel relativamente pesados e que funcionava 24 horas por dia, seis dias por semana, nos períodos mais agitados. Era necessária uma solução totalmente automatizada para eliminar os riscos do ponto de vista da saúde e da segurança associados à paletização manual.

Solução: Conceber uma linha de paletização e embalagem totalmente automatizada tendo como base um ROBÔ de paletização FANUC M410iC/185. A alta velocidade do ciclo e a carga útil de 185 kg do ROBÔ, tornam-no ideal segundo os requisitos da Askew & Barrett.

Resultado: O M410iC/185 aumentou a velocidade de paletização para 10 sacos por minuto, o que permitiu à empresa reduzir a semana de trabalho de seis para cinco dias sem que fosse necessário suprimir postos de trabalho. O pessoal foi encaminhado para tarefas menos exigentes em termos físicos. Atualmente os sacos são empilhados de forma mais consistente nas paletes viabilizando um armazenamento muito mais seguro em armazém e um carregamento mais fácil para os contentores.


PRIMEIRO ROBÔ FANUC M410iC/185 EM CAMPO NA ASKEW & BARRETT

O primeiro robô de paletização universal FANUC M410iC/185 foi instalado no Reino Unido na empresa de processamento de legumes Askew & Barrett, onde ajudou a aumentar a produtividade 15-20% e a eliminar riscos do ponto de vista da saúde e da segurança através da automação da paletização manual.

A Askew & Barrett recebe legumes dos principais comerciantes agrícolas e, em seguida, procede à respetiva organização, limpeza e classificação na sua fábrica de processamento em Wisbech, Cambridgeshire. Os legumes são embalados em sacos de papel de 12,5 kg e 25 kg e em sacos de tecido em polipropileno (WPP) de 25 kg, antes de serem paletizados e transportados para os fabricante e revendedores do setor alimentar nacionais e estrangeiros.

Antes de investir na nova geração de robôs de paletização da FANUC, a Askew & Barrett recorria à mão-de-obra humana para empilhar os sacos nas paletes. O problema residia no facto de, para dar resposta às exigências durante os períodos mais agitados, a linha de produção da Askew & Barrett tinha de funcionar 24 horas por dia, seis dias por semana. Embora o dia de trabalho estivesse dividido em dois turnos de 12 horas ou em três turnos de 8 horas, era ainda assim um trabalho bastante desgastante e a empresa não pretendida continuar a sujeitar o pessoal a esse nível de processamento manual.

A Askew & Barrett estabeleceu uma parceria com a Pacepacker Services, o integrador de paletização da FANUC, para conceber uma linha de embalagem e paletização totalmente automatizada que permitiria reduzir o processamento manual e aumentar a produtividade. No âmbito da paletização, a Pacepacker especificou o novo modelo M410iC/185 da FANUC, o primeiro de uma nova geração de robôs de paletização de engenharia japonesa, que combina o registo de fiabilidade comprovada de 99,99% da FANUC com melhorias concretas no desempenho, permitindo aos utilizadores de vários setores da indústria paletizarem cargas mais pesadas de forma mais rápida e empilharem paletes mais altas.

A FANUC recomenda este modelo baseando-se na respetiva alta velocidade de ciclo; o robô tem capacidade para 1700 ciclos por minuto e uma carga útil de 185 kg. Esta combinação resulta numa maior produtividade e numa paletização mais eficiente das cargas úteis pesadas. 

 

“Durante a conceção do M410iC/185, os engenheiros da FANUC tiraram partido dos avanços mais recentes em sistemas de acionamento e servomotores, de modo a criarem um braço de robô que é simplesmente o melhor da sua classe em todos os cenários: velocidade, carga útil, eficiência energética e alcance. Confiamos plenamente que este robô continuará a exceder as expetativas de desempenho da Askew & Barrett e que comprovará que é absolutamente fiável nos anos vindouros”, afirmou Paul Wilkinson, diretor do departamento de desenvolvimento comercial na Pacepacker Services. .

O robô foi instalado numa configuração de célula dupla para máximo desempenho e é, neste cenário, que as capacidades de longo alcance e dimensão compacta (610 x 806 mm) do M410iC/185 entram em ação. Numa configuração de célula dupla, o robô esta localizado de modo a girar entre duas posições de carregamento de paletes acessíveis individualmente. Significa, portanto, que logo que o robô termine a paletização de uma pilha, começa a paletizar na outra palete da célula.

“Esta é uma configuração extremamente eficaz em termos de poupança de tempo, uma vez que o robô está sempre a ser utilizado. Pode começar a carregar uma nova palete enquanto a palete completa está a ser transportada para a área de entrega. O M410iC/185 é ideal para instalações de célula dupla graças à sua pequena dimensão e ao alcance de 2,4 m (superior ao de qualquer outro robô da mesma classe) que lhe permite operar facilmente em duas células,” explicou o diretor técnico da FANUC UK, Darren Whittall.

O M410iC/185, instalado em fevereiro do corrente ano, aumentou a velocidade de paletização para 10 sacos por minuto, o que permitiu à empresa reduzir a semana de trabalho de seis para cinco dias sem que fosse necessário suprimir postos de trabalho. O pessoal foi encaminhado para tarefas menos exigentes em termos físicos. Chris refere também que os sacos são atualmente empilhados de forma mais consistente nas paletes viabilizando um “armazenamento muito mais seguro no nosso armazém e um carregamento mais fácil para os contentores”



Produtos FANUC utilizados